-->

domingo, 28 de outubro de 2007

Thinstall : evolução ou revolução?

Você pode nunca ter ouvido falar do Thinstall até hoje (eu mesmo só descobri sua existência na semana passada), mas é só uma questão de tempo para você cansar de ouvir/ler essa palavra e desejar ardentemente que um dia o programa se torne gratuito :)

A função de Thinstall pode ser explicada de forma bem simples: transformar qualquer aplicação que requer instalação em "portátil", podendo ser rodada de um pendrive, CD ou drive de rede. Só que o método usado por Thinstall não é nada trivial.

nota: neste post eu vou ser bastante superficial. Descrever com detalhes o funcionamento de Thinstall iria requerer um grande review.

Thinstall cria ao redor do programa um ambiente virtual que isola-o do sistema operacional. O programa "pensa" que está tendo acesso direto ao HDD e ao registro da máquina onde está rodando, mas na verdade ele enxerga tudo através do Thinstall. Ele vê sua própria pasta e seus arquivos no PC, mas eles não estão na verdade lá. Todos os arquivos e chaves do registro do Windows necessários para o programa são empacotados em um único .EXE (vou chamar de "ThinEXE"). Se o software for constituído por vários programas, Thinstall cria links externos para esses programas empacotados dentro do ThinEXE.

Fatos importantes:

  • O ThinEXE nunca é modificado, por isso você pode colocá-lo até em uma mídia somente leitura. Se o programa precisar fazer modificações na sua cópia do registro do Windows ou em seus próprio arquivos, não tem problema, Thinstall redireciona tudo para a "sandbox" (uma pasta) , que tanto pode estar junto ao ThinEXE (no caso de você estar rodando em um pendrive) ou dentro da pasta particular do usuário no Windows. Apagar a sandbox é como reinstalar o programa;
  • O runtime do Thinstall tem meros 400K e está embutido no ThinEXE. Rodar o ThinEXE coloca o ambiente Virtual do Thinstall em operação. Fechar o ThinEXE desliga o ambiente. Nada é instalado no PC onde o ThinEXE roda e nenhum arquivo é modificado ou posto lá se você não quiser. Mesmo usuários limitados do Windows, sem qualquer privilégio, podem rodar a partir de CD, pendrive ou drive de rede programas que de outra forma não poderiam, por requerer instalação;
  • O acréscimo na necessidade de CPU ou memória de um ThinEXE em relação à aplicação instalada normalmente é mínimo;
  • É possível até mesmo rodar uma aplicação que requer o .NET framework sem que isso esteja instalado no PC.

Os únicos problemas de Thinstall:

  1. Não funciona com todos os programas. Softwares que usam esquemas complicados de validação baseados no hardware que você possui, como o WinDVR, percebem que não estão mais na mesma máquina e pedem reativação. Outros softwares também falham por motivos diversos, como o Ulead PhotoImpact 6.
  2. É caro prá dedéu! Cerca de US$4000 pelo programa, mais U$39 por usuário de ThinEXE. É destinado apenas a administradores de sistemas e não ao público em geral. Se você se enquadrar nos requerimentos, pode solicitar uma cópia trial do produto para testes, mas todos os ThinEXEs criados também terão prazo de validade. A cena Warez já descobriu as vantagens do Thinstall e um modo de burlar isso, mas este não é um blog sobre Warez.
Exemplos de programas que ao menos parecem funcionar como ThinEXE:
Nota: você pode encontrar uma grande quantidade de software gratuito em versão thinstall no Thindownload.com.
  • Firefox 2.0.0.8
  • Internet Explorer 6 e 7
  • Itunes 7.4
  • Windows Live Messenger
  • OpenOffice 2.04
  • Palm Desktop 4
  • Adobe Reader 8
  • Paint Shop Pro 7
  • Paint Shop Pro 8
  • Delphi 3
  • Delphi 5 apenas parece
  • Delphi 7 apenas parece
  • Office 2000
  • Dicionario Aurelio 2005
  • PowerDVD 7
  • Orcad 9
  • CircuitMaker 2000 SP1
  • Bone: Out from Boneville
  • Bejeweled 2 Deluxe
  • Ricochet - Lost Worlds
  • UltraCompare Professional 4.2

Exemplos de programas que aparentemente não funcionam
  • Nero 6 OEM
  • Autocad 2005
  • Office XP
  • Office 2007
  • Dreamweaver 3
  • Dreamweaver MX
Lembre-se: o fato de ser possível colocar uma aplicação qualquer em um ThinEXE não significa que você tem licença para fazê-lo. E comentários que sejam obviamente sobre algo ilegal serão apagados.

8 comentários:

  1. Ygor,

    Eu precisei apagar seu comentário por conter "afirmações impróprias" ;)

    Sim, foram tentativas minhas.

    ResponderExcluir
  2. Jefferson,
    Esse thinstall vai dar o que falar mesmo. Por que como vc ja disse os crackers já o descobriram e os parar agora é quase impossível.

    E só uma coisa será que algumas empresas não ficaram putas com esse programa não, pq depois que o cara cria o thinEXE ele num vai poder rodar o software em qualquer outra máquina sem nem ter cd key?

    ResponderExcluir
  3. Silva,

    É como eu disse: ter as ferramentas para fazer não significa que você tem licença para fazer.

    Ricochet: Lost Worlds é um exemplo. Uma vez instalado e inserido o serial, o ThinEXE pode ser movido para qualquer máquina sem precisar inserir o serial de novo. Se você está fazendo isso para seu uso particular, mesmo que o desenvolvedor não goste disso eu não vejo nenhum problema do ponto de vista ético. Porém isso torna muito fácil deixar cópias registradas do programa com os amigos.

    No final, as empresas de software vão adotar sistemas mais rígidos de validação, como o usado pelo WinDVR. Eu tenho uma cópia legal do WinDVR mas fico de saco cheio com a mania que ele tem de periodicamente estranhar as modificações que eu faço no meu hardware e se desligar. Eu tentei fazer um ThinEXE com ele mas não adiantou nada, porque o programa percebeu. São coisas desse tipo que fazem você procurar um crack para o programa mesmo possuindo uma cópia legal.

    Infelizmente a existência do Thinstall pode tornar esse comportamento uma regra.

    ResponderExcluir
  4. É realmente um programa muito útil.

    Mas pelo menos para o Firefox existe outras alternativas ( além desse que você passou ), tem o firefox mobile ( eu uso no meu pendrive ), não consegui achar o link para ele apesar de ter uma cópia comigo. O interessante é que ele atualiza na mesma época que o firefox normal, e aceita os mesmos plugins e addons, é um achado para se usar em micros dos outros sem ter que atuar o IE ( que eu detesto, e fico todo atrapalhado usando ele por falta de habito )

    ResponderExcluir
  5. Intruder_A629/10/07 21:13

    Achei um link de um site onde se pode baixar o firefox portátil.

    http://rafamaiax.blogspot.com/2007/10/download-firefox-portatil.html

    ResponderExcluir
  6. Guilherme,

    A versão ThinEXE do Firefox é para todos os efeitos práticos um Firefox "normal". Quando o Firefox ThinEXE se atualiza, os novos arquivos são direcionados de forma transparente para a Sandbox e rodados de lá.

    Apagar a sandbox reverte o Firefox para a versão que foi "Thinstalada". Se a sandbox estiver no pendrive, você carrega o Firefox sempre atualizado com você.

    A principio, por causa do conceito de Sandbox, eu acho que a versão ThinEXE do Firefox (e de qualquer browser) é preferível à versão mobile criada de outra maneira.

    ResponderExcluir
  7. Ah... esqueci de dizer que o Thinstall oferece meios de fazer um merge do conteúdo da sandbox com o ThinEXE, criando uma versão atualizada.

    ResponderExcluir
  8. Acredito que o Thinstall vai dar muita dor de cabeça para os produtores e vendedores de softwares. Mas deixo aqui uma dica: se pesquisarmos avidamente no google veremos que há uma infinidade de portáteis, e entre eles deve está o que vc precisa, sem ter que recorrer o Thinsttal.

    ResponderExcluir

Siga as regras do blog ou seu comentário será ignorado.