-->

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Cobian Backup - Minimizando o preço dos acidentes.

Até o final do ano passado eu não tinha um procedimento automático de backup. De tempos em tempos eu parava e fazia o backup das coisas importantes em DVD, mas o intervalo entre backups era de meses e eu produzia muita coisa no intervalo. Eu paguei o preço da minha falta de organização no final de dezembro, quando perdi tanto material exclusivo (fotos, análises, código-fonte, etc) que bateu o desânimo.

Então eu parei para procurar um programa de backup automático que pudesse minimizar os efeitos da próxima burrada. Meus requerimentos básicos eram os seguintes:
  • Precisava ser gratuito;
  • Eu tinha que poder escolher facilmente que pastas seriam copiadas e o destino de cada uma;
  • Tinha que ter suporte a backup incremental;
  • Possibilidade de nem tentar copiar certos arquivos;
  • Eu não queria ter que lidar com nenhum "formato" de backup que precisasse de um programa específico para ser lido. Eu prefiro que meu backup automático seja idêntico ao que eu faria simplesmente copiando com o Explorer;
  • Tinha que ser minimamente intrusivo, como qualquer programa decente que precisa ser carregado todos os dias;
Eu encontrei tudo isso e muito mais no Cobian Backup.

Na verdade o Cobian se comportou tão bem que eu passei a instalar nas redes de clientes, para fazer backups de documentos de um computador para outro ou, no caso onde existe um servidor centralizando documentos, fazer um backup periódico automático do servidor em uma das estações. Nesses casos outros recursos do Cobian mostraram-se úteis:
  • Tem suporte ao Português - Isso é 100% irrelevante para meu uso pessoal, mas é algo que sempre considero importante ao instalar qualquer coisa no computador de um cliente;
  • Eu posso configurar o programa para me mandar um e-mail a cada backup, para que mesmo que eu passe semanas sem visitar o cliente eu possa acompanhar se o backup vai bem.

E encontrei poucos problemas, nestes oito meses:
  • O default do Cobian parece ser criar pastas no backup mesmo que elas estejam vazias. Isso pode ser um enorme problema, como explico no próximo post. Mas pode ser configurado;
  • Usar um compartilhamento de rede como destino pode ser complicado. Por diversas vezes o Cobian deixou de fazer meus backups por dias, sem me dizer nada (ele coloca no log, mas eu não perco meu tempo olhando o log todos os dias), porque encontrava problemas para autenticar no servidor. A causa da falha na autenticação parece ser uma combinação de esquisitice do meu servidor Windows 2000 com meu hábito de usar compartilhamentos administrativos (C$, D$, etc). O problema aparentemente acabou depois que passei a criar pastas compartilhadas específicas para o backup no servidor;
  • Falta um mecanismo embutido para mesclar o backup full com os incrementais.
Altamente recomendado.

6 comentários:

  1. MhagnumDw26/8/08 11:49

    Jeff, o Cobian Backup realmente é muito bom. Uma coisa que ele não possui é o restore. Supondo uma pasta que contenha um total de 100GB de dados, e que seja muito manuseada durante o dia, o interessante seria o backup Incremental. Mas no caso de precisar voltar um backup fica complicado, não acha?

    ResponderExcluir
  2. O problema não é nem a quantidade de dados, mas a quantidade de backups incrementais que você programa entre cada full.

    Eu geralmente programo 30 incrementais para cada full. Assim se o acidente ocorrer no dia que ia ser feito um full eu vou ter que mesclar o último full e os 30 incrementais seguintes (é o pior caso). No cenário complicado do cliente que eu cito no post seguinte eu programei um full a cada dez, para minimizar o trabalho de restore.

    Eu estou procurando uma solução para mesclar os incrementais do Cobian automaticamente. Não encontrei nenhuma pronta por isso comecei a rascunhar um programa em Delphi que vai fazer isso.

    ResponderExcluir
  3. Uso o Cobian a pelo menos uns 3 anos, tanto para meus backups pessoais, quanto para backup dos dados da rádio para a qual presto serviços.

    E também tornei ele a primeira opção quando alguém me solicita um software de backup.

    Gosto muito da criptografia dele, que protege os arquivos caso o local onde foi feito o backup (HD externo, DVD, etc) seja furtado.

    Na rádio ele fica como um serviço iniciado junto ao Windows e salvando em um HD via rede. Aqui em casa ele está configurado para início manual dos backups, pois faço eles de tempos em tempos, em dois Cases externos.

    ResponderExcluir
  4. MhagnumDw27/8/08 23:05

    Pois é Jeff, tenho um caso desses, onde o total de dados é 100GB. E o problema é justamente a junção dos backups incrementais.

    No Cobian é o que está faltando. Sucesso no seu software.

    ResponderExcluir
  5. excelente dica, Jeff!

    Para remover pastas vazias, o gratuito Glary Utilities pode ser útil

    http://www.glaryutilities.com/gu.html

    x-x-x-x-x-x
    Eis o meu esquema pessoal:

    Uso o MS-SyncToy para o backup imediato dos arquivos atualizados de pastas específicas.

    Esse backup é feito em dois drives externos: PenDrive e USB HDD

    No final do dia, qdo 'fecho a lojinha', rodo mais uma vez o SyncToy.

    E, semanalmente, faço uma Imagem Integral dos 2 HDDs (de Sistema, e de Dados) com o Acronis TrueImage

    ResponderExcluir
  6. MhagnumDw12/9/08 20:40

    Jeff, alguma novidade de um programa de backup com restore?

    ResponderExcluir

Siga as regras do blog ou seu comentário será ignorado.