-->

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Sobre anonimato

Eu não tenho nada contra as pessoas que usam nicknames em vez dos nomes verdadeiros na Internet. Muitas contribuições importantes são dadas por pessoas que não poderiam falar livremente se usassem o próprio nome, porque isso poderia lhes causar problemas com o governo, ou mesmo embaraço no trabalho ou em casa. Eu tenho certeza que muitas informações valiosas sobre tecnologia são dadas por funcionários de empresas que usam os nicknames para escapar de problemas contratuais.

Eu mesmo assinei, no meu último emprego, uma espécie de NDA (Non Disclosure Agreement) onde eu concordava em não revelar informações da empresa e, mais grave, que tudo o que eu produzisse na empresa seria de propriedade da empresa.

É claro que a informação vital para a empresa deve pertencer a ela e não pode ser revelada públicamente. Nem é preciso de um contrato para reger isso, quando você se guia pela ética.

Mas você não morreu intelectualmente durante o desenvolvimento e da manutenção do "produto" da empresa. Você aprende e desenvolve outras coisas que não são "da conta" da empresa e cuja divulgação não afeta os negócios da mesma. Só que difícil é provar isso quando aquele gerente que não gosta de você descobre que você divulga um monte de informações técnicas em um site na internet e a diretoria não tem a menor competência técnica para diferenciar o que é informação pertencente à empresa e o que não é. Antes que você tenha tempo de montar uma defesa, está na rua e sujo no mercado.

Em outro cenário, o sisudo diretor de uma empresa pode querer falar livremente sobre o jogo da moda sem que os acionistas saibam que é ele que está ali. Ninguém vai ver numa manchete: "Presidente da Coca Cola do Brasil passa o fim de semana inteiro jogando Doom" ou, pior: "Diretor da Symantec discute em um fórum sobre a relevância da foto de Vanessa Hudgens pelada"

Por esses e outros motivos eu sou levado a respeitar quem usa nicknames, embora eu não os use. Desde que a pessoa não se esconda atrás deles para criar tumulto.

Eu sempre uso meu nome ou uma forma abrevidada dele, em toda parte. Na alegria e na tristeza, nos erros e nos acertos, na vitória e no fracasso, no mérito e na vergonha, meu nome está lá. Se vocês sabem que eu cometo erros, é porque meu nome está estampado neles. Se vocês sabem que eu sou antipático, é porque meu nome está lá estampado nas minhas muitas demonstrações de intolerância com a preguiça de ler e pensar. Se eu faço ou digo uma grande besteira, ela fica para sempre associada ao meu nome, no mínimo na memória de quem presenciou. Eu não posso me valer do expediente de descartar uma identidade e aparecer no mesmo lugar no dia seguinte com uma nova, como se não fosse comigo. Se eu quero colocar minha cabeça no travesseiro e dormir direito eu preciso voltar e pedir desculpas pelo que fiz ou disse.

É por isso que, para mim, as críticas não-construtivas feitas por quem esconde seu próprio telhado valem menos que o cocô do cavalo do bandido. Minha única preocupação, permanente, é que as pessoas que merecem meu respeito (isso inclui as que eu só conheço por nicknames) não percebam o veneno.

E o engulam.

5 comentários:

  1. Isso aí, 100% apoiado :D

    Ass: Marcio Neves Machado (também não quero esconder meu nome, mas é que o Blogger não permite nomes distintos para cada blog que participamos :P)

    ResponderExcluir
  2. Há ainda os que se escondem no anonimato de seus nomes, digamos, comuns.

    P.S.: considero de grande relevância a foto de Vanessa Hudgens pelada :)

    ResponderExcluir
  3. Ryan,

    O texto ficou muito bacana. Isso deveria estar estampado nas empresas.

    Me pouparia muito trabalho e explicações...

    Eu escolho ao acaso. Já utilizei muito meu NickName, e tinha milhares de referencia no google sobre meu Nick. Acontece que muita gente não sabe quem você realmente é quando se apresenta.

    Imagine, meu Nick era mais conhecido que ""EU"".

    Foi por isso que a algum tempo venho utilizando meu nome, tentando linkar uma coisa com a outra - eu sou o responsável pelo Nick, e não sou uma pessoa com dupla personalidade.

    Bom no que diz respeito a parte técnica, e informações que colocamos na Internet - NDA eu já assinei vários.

    Mesmo assim, imagino que toda a informação é interessante. Sem quebrar a regra com informações de alta segurança que possam prejudicar a empresa, coisas que julgo poderem ajudar outras pessoas, e que fazem parte de um conhecimento adquirido entre meu trabalho e o da Empresa - podem ser compartilhados com os demais.

    Não vejo problemas em compartilhar informações. E já faz algum tempo que utilizo meu Nome mesmo - acreditando na mesma filosofia que você. Se errei ou acertei é o meu que está na reta.

    ResponderExcluir
  4. Intruder_A622/9/07 01:08

    Eu prefiro a liberdade de usar um nick, pois assim eu me sinto mais livre para expressar as minhas opiniões ( falar de alguns dos meus hábitos estranhos sem constrangimento ). E também sou meio paranóico com a Internet, sei que pessoas inescrupulosas podem fazer mal uso de informações que você coloca a seu respeito, este é o principal motivo de nunca ter participado do Orkut até hoje.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo2/1/11 18:29

    Tenho passeado por muitos blogs e paginas com diversos conteudos em busca de coisas interessantes para ler ou pesquisar, mas ainda não tinha achado uma pagina com tanta coisa interessante e bem explicada. Como sou um eterno leitor e estou sempre a procura de aumentar meu conhecimento sobre varios assuntos, o seu blog, e sua pagina serão doravante um dos meus mananciais.

    PS: Deculpe, mas nas condiçoes que o ciberespaço está, eu sempre prefiro usar um nick.

    Bruxo.

    ResponderExcluir

Siga as regras do blog ou seu comentário será ignorado.