-->

sábado, 17 de janeiro de 2009

O Windows Vista aderiu ao pavoroso internetês?

Os meus leitores antigos já conhecem a birra que eu tenho com a ortografia medonha usada por muitos brasileiros indiscriminadamente. Mas mesmo os que não concordam com a minha repugnância "em geral", talvez concordem que isso aqui parece o "trabalho amador de um adolescente":


Editado: Vale ressaltar que eu já vi trabalho feito por crianças bem-educadas sair muito melhor que isso aí.

Eu contei 14 abreviações. Mal dá para entender o que está escrito, a começar pelo nome da aba (o que raios eu deveria entender por "Comp." ?!). O exemplo foi tirado do Windows Vista Business SP1 em português (seria mais fácil de aceitar se fosse "Windows Vista Teen Edition") e graças ao Vistalizator pude checar como fica com a mesma instalação do Vista na versão em inglês:

Note que até no Vista usar internetês indiscriminadamente (e inconseqüentemente) é coisa de brasileiro.

10 comentários:

  1. Intruder A618/1/09 07:33

    Eu não uso o Vista ( e talvez nunca use, passando direto para o Seven, isto se passar ), mas você reparou que o tamanho do texto em português cabe dentro do texto em Inglês. Talvez seja este o motivo, deve estar limitado a este tamanho, e ai o pessoal da M$ fez estas abreviações para caber dentro do espaço para o texto em inglês.

    ResponderExcluir
  2. Isso me lembra quando eu não tinha nada pra fazer e ficava traduzindo arquivos executáveis editando-os diretamente com o Norton Utilities uns 20 anos atrás, substituindo o texto em inglês pelo em português. O espaço era limitado e não era raro ter que abreviar ou ignorar palavras na tradução.

    Na primeira frase essa explicação até se encaixa (embora isso seja ridículo hoje em dia, e inaceitável para um produto top de linha de nada menos que a Microsoft), pois em inglês tem 82 caracteres e 80 em português. Mas a segunda frase tem 85 em inglês e 70 em português. Isso é desleixo, mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras...
    Ainda não parei para olhar o vista, por isso não tive essas negativas surpresas...

    ResponderExcluir
  4. Me parece que tem traduções diferentes nos DVD que vem já em pt_br.

    Mas o Win7 está pior, tá certo que é beta, mas a tradução atual não será a final ou eu me mudo pra marte, parece que foi feita pelo BabelFish, além dessas partes parecidas em internetês tem umas traduções diretas tipo 'Não-procurados' pra unwanted, 'Tamanho corrente' pra current size, 'Palavras' pro Word, 'Items', 'açóes'...

    ResponderExcluir
  5. Ah não! Pelo que eu saiba os tradutores da Microsoft usam programas do tipo "resource editors", mas não são tão rudimentares que não tenham uma flexibilidade de espaço pra caracteres. E fora o infame "corriJir" da caixa de diálogo do Word 6.x ou 2.x, a Microsoft vinha sendo cuidadosa com suas traduções. Até o "que" foi abreviado para "q.". Essa COISA presente na caixa de diálogo do Vista está simplesmente podre.

    ResponderExcluir
  6. Mais um aqui que tem PAVOR desse tipo de coisa. Puxa vida, será que é tão difícil escrever ser abreviar? Não vejo motivo ali para aquele monte de abreviações, exceto preguiça que quem fez a tradução.

    ResponderExcluir
  7. Ops... escrever ser abreviar = escrever sem abreviar

    ... exceto preguiça de quem fez a tradução.

    ResponderExcluir
  8. Pensei a mesma coisa que o Intruder, o espaço para o texto. Mas como o Sony disse essa limitação em um programa tipo o Windows é algo ridículo.

    ResponderExcluir
  9. Gente,

    A preocupação de se usar no máximo o mesmo espaço ocupado pelo texto original só existe em "hacks".

    Em um programa "localizado" como o Windows a preocupação com as diversas línguas em que vai aparecer o texto, incluindo as onde se escreve da direita para a esquerda, existe desde que a interface começa a ser criada. Mesmo que por algum motivo não houvesse espaço mesmo para a tradução, bastaria o encarregado da mesma preencher uma espécie de "bug report" para o problema ser resolvido.

    O uso dessa "escrita escrota" no Windows é injustificável.

    ResponderExcluir
  10. E qual o motivo de não traduzirem o "Dial-up" para "Discador" ? Tudo bem que a primeira expressão é mais difundida, talvez pelo motivo de ser bem antiga, mas tradução é tradução e eu já ví traduções ao pé da letra bem piores.

    ResponderExcluir

Siga as regras do blog ou seu comentário será ignorado.