-->

domingo, 31 de agosto de 2008

Improvisando fontes para roteadores e modems

Atenção, leitores do infoblogs e chupinhadores agregadores similares: este post tem fotos que o infoblogs não exibe.

Há cerca de três meses, por causa de uma seqüência de empréstimos de equipamentos que fiz a clientes, acabei sem o meu roteador Wi-Fi Linksys e com um D-Link DI-524 do cliente, sem a fonte.

Aí por coincidência eu precisei muito testar um equipamento que só tinha conexão Wi-Fi. E o DI-524 requer uma fonte de 7,5V x 1,5A que não é nada fácil de achar.

Depois de revirar minha sucata duas vezes e falar com todos os amigos, finalmente me toquei que eu tinha uma fonte disponível. Aliás, várias, em toda parte da minha casa: fontes normais de PC.

Uma fonte comum de PC oferece as seguintes tensões:
  • 5V
  • 12V
  • 3.3V (apenas fontes ATX)
  • -12V (baixíssima capacidade)
  • -5V (baixíssima capacidade)

Assim para conseguir 7.5V eu preciso me conectar às linhas de +5V e +12V para obter 7V (12-5=7) . A linha de 5V fica sendo o negativo, do ponto de vista do equipamento que quero alimentar.

Isso funciona, embora eu só recomende para urgências. O equipamento alimentado não vê qualquer diferença, mas a fonte sente o stress.

Para usar diretamente as alimentações de 3.3, 5 e 12V continuamente não há nenhum problema, desde que você respeite a potência máxima da fonte, que geralmente dá e sobra. Algumas fontes até disponibilizam uma tomada externa de 5V na traseira.



Já se você vai obter novas tensões através de subtração está usando a fonte para algo que não estava no projeto. Eu alimentei o DI-524 dessa forma durante um dia inteiro no meu PC, sem problemas. Depois fiz a mesma coisa em dois outros computadores do cliente, para demonstrar o equipamento, também sem problemas. Mas quando tentei em um quarto computador a proteção das saídas atuou e a fonte desligou instantaneamente.

Eu decidi então ter cabos já prontos de 5, 7 e 12V na minha bolsa para usar nessas urgências. Tendo o material necessário, é muito simples.

A parte mais difícil é a conexão na fonte, porque os conectores dificilmente são encontrados no comércio regular de eletrônica (aqui em Recife é virtualmente impossível) mas basta aproveitar o conector de um cooler antigo, da época em que eles não tinham ainda o fio do sensor de rotação (não exigindo um conector especial na placa-mãe), como este para socket 7:



Estes coolers devem estar sendo jogados fora aos montes por aí (junto com o computador inteiro, até).

Para a outra extremidade, você pode comprar plugs P4 e cabo no comércio de eletrônica ou aproveitar já pronto de fontes de alimentação mortas.

Fazer a soldagem é fácil. Os pinos desses conectores de alimentação dos PCs são todos encaixados por travas. Com uma chave de fenda de relojoeiro, empurre as travas e puxe os pinos. Depois é só soldar os fios nos lugares certos.



Mesmo que não desse para puxar os pinos e fazer a soldagem neles, você ainda poderia fazer uma "conexão vampiro" nos fios. Logo, não há desculpa para não se fazer uma adaptação dessas, em caso de necessidade.


Para 5V - Vermelho e preto:
(note que este é o que tem melhor acabamento, porque o cabo era apropriado)



Para 7V - Vermelho e Amarelo:



Para 12V - Amarelo e preto:



É claro que você tem que se preocupar com a polaridade. A maioria dos aparelhos à venda no mercado hoje parece seguir um padrão onde o negativo fica na parte externa do conector, mas não confie nisso. Sempre verifique a polaridade da fonte original antes de usar esse quebra-galho e se por acaso for inversa, basta destravar os pinos no conector e reencaixar invertido.

O resultado, que desde então carrego comigo, é este:



Editado: 5, 7 e 12 Volts já atendem boa parte dos aparelhos populares, mas não todos. Os modems Huawei requerem 9V (requer uma gambiarra um "artifício técnico" com 4 diodos na linha de 12V) e os modems Speedtouch requerem de 18 a 24V (você vai precisar de duas fontes em série). Para ter uma idéia da variedade de tensões usadas em modems ADSL, veja minha página sobre modems ADSL.

19 comentários:

  1. Jefferson,

    Pelo que entendi, você manteve a fonte conectada ao micro. Uma coisa que eu pensei muitas vezes em fazer mas nunca tentei é usar uma fonte de micro como uma fonte de bancada (fora do micro). Minha preocupação é a fonte exigir uma carga mínima, você sabe se isto isto ocorre?

    Daniel

    ResponderExcluir
  2. Daniel,

    Sim, a idéia do post é aproveitar a fonte já em uso no PC, para evitar o desastre estético que é uma fonte de PC sobre (ou sob) sua mesa.

    Mas você também pode usar uma fonte extra. E está certo quanto à necessidade de uma carga mínima, pois o princípio de funcionamento das fontes chaveadas requer uma carga para que seja feita a estabilização da saída. Algumas fontes já tem inclusive essa carga mínima incorporada, mas isso é um desperdício de energia. Eu não posso dar certeza de quanto é essa carga mínima, mas eu soube que é de aproximadamente 1A.

    E tenha em mente que uma fonte chaveada não substitui uma fonte de bancada em todas as aplicações. O ruído gerado pelo chaveamento afeta principalmente aplicações de vídeo e áudio.

    ResponderExcluir
  3. Caro amigo! Este comentário deve ser apagado sem aparecer no seu blog. Foi a maneira mais rápida que achei pra lhe dizer que:
    1º) Gostei do que você faz! Eu não entendo nada de eletrônica, mas me faz bem ler sobre. Fico me sentindo menos ignorante.
    2º) Porque você prima pela boa leitura, como já percebi no fórum e em outros posts, queria alertá-lo, não pra lhe chatear mas pra tentar ser útil, que não se acentua
    instantaneamente, porque no Brasil, só se acentuam palavras até a antepenúltima sílaba (caso das proparoxítonas). Por mais que instantâneo leve acento, o advérbio ligado àquele substantivo não levará.

    Também "têm" leva acento quando está associado a palavras no plural.
    "Algumas fontes já têm inclusive..."
    Espero que eu seja o primeiro chato a ver isso, de modo que lhe peço desculpas por lhe incomodar com tão pouco.

    ResponderExcluir
  4. Antônio,

    Outro dia eu apagarei o comentário, mas só por ser off-topic. Publiquei para agradecer a correção.

    Esse problema dos acentos indevidos está me perseguindo. Eu já percebera o erro por causa da correção ortográfica do Firefox, mas continuo errando :(

    ResponderExcluir
  5. Intruder A62/9/08 08:15

    Recentemente encomendei uma fonte de 7,5V chaveada no Ebay ( ainda não chegou ), não consegui encontrar o link da compra, mas tem este aqui que é semelhante => http://cgi.ebay.com/BRAND-NEW-7-5V-1A-AC-DC-Power-adapter-Power-supply_W0QQitemZ220273988950QQcmdZViewItem?hash=item220273988950&_trkparms=72%3A1017|39%3A1|66%3A2|65%3A12|240%3A1318&_trksid=p3286.c0.m14

    ResponderExcluir
  6. Intruder A62/9/08 08:31

    Tem mais esta fonte de 7V 2A => http://cgi.ebay.com/BRAND-NEW-7V-2A-AC-DC-Power-adapter-Power-supply-Well_W0QQitemZ260280773010QQihZ016QQcategoryZ86724QQcmdZViewItem

    E esta outra de 8V 2A => http://cgi.ebay.com/BRAND-NEW-8V-2A-AC-DC-Power-adapter-Power-supply-Well_W0QQitemZ220274828725QQihZ012QQcategoryZ86724QQcmdZViewItem

    Imagino que uma de 8V por 2A ( ou até a de 7V x 2A ) chaveada deve resolver sem problemas a necessidade de uma fonte de 7,5V por 1,5A, e isto por uma preço bem razoável.

    ResponderExcluir
  7. Intruder_A6,

    Existem várias incógnitas em qualquer compra internacional pelo correio:

    *Vai chegar?
    *Quando vai chegar?
    *Em que estado vai chegar?
    *Tem realmente a especificação anunciada?
    *Quanto vou pagar de imposto?

    Eu paguei ontem R$20 de imposto (arbitrado pela Receita) por um produto que me custou US$5, com frete e tudo.

    ResponderExcluir
  8. Intruder A62/9/08 19:32

    Aqui em Salvador é bem mais tranqüilo com a Receita, é bem raro eles me taxarem ( e quando me taxaram foi pelo valor efetivamente pago ), e é mais raro ainda eu ter problema com o Ebay.

    A respeito do prazo de entrega, depende de sorte e do Correio. Tem encomenda que recebi de Hong Kong em uma semana e às vezes demora mais de uma mês. Mas na maioria das vezes chega em menos de 1 mês.

    ResponderExcluir
  9. Eu já ouvi falar que aí as coisas são menos complicadas que aqui. Um amigo que estava importando equipamento profissional (milhares de dólares) pro estúdio dele teve um problemão com a Receita daqui e o próprio funcionário da Receita sugeriu que ele pedisse transferência (o termo não deve ser exatamente esse) do material para Salvador, de onde seria mais fácil fazer o desembaraço.

    Na média, a Receita daqui é até generosa também. Mas só este mês me deram dois sustos, por isso não estou mais fazendo as contas sem considerar os "sustos". E nunca compro nada que requeira data certa para chegar.

    Pelo que soube também, diante da Receita de João Pessoa a Receita de Recife é uma mãe.

    ResponderExcluir
  10. Intruder A63/9/08 07:53

    Já comprei processador ( mais de 300 dólares ), multímetro fluke, e algumas outras coisas de algum valor ( bem acima de 50 dólares ) e passaram sem problemas. Mas taxaram um GPS bluetooch que comprei ( quando eles taxam o tempo para chegar aumenta muito, pois o correio demora para entregar o aviso em casa ), e tive dor de cabeça com um relógio ( que estava abaixo de US$50,00 , mas o Canadense informou o conteúdo errado com o valor mais alto, e chamou atenção, nesse tive que levar o extrato do cartão para provar o valor ).

    Nas muitas encomendas no Ebay só me taxaram duas vezes, acho que já comprei mais de 50 vezes, mas na grande maioria coisas pequenas e baratas. A maioria das minhas encomendas chega com um carimbo de que foi liberado pela Receita sem abertura. Algumas dessas miudezas eles até abrem, mas deixam passar sem problemas, ainda bem que eles não são assim tão chatos, pois iriam complicar muito a minha vida.

    Eu já estive lá no Posto da Receita Federal uma vez, e eles tem Raio X, mas acredito que eles não passem tudo nele, só os pacotes mais suspeitos.

    ResponderExcluir
  11. Justiça seja feita. Eu acabo de receber outra encomenda, de US$15, e a Aduana abriu, lacrou e mandou entregar sem cobrar imposto. Essa compensou a taxação excessiva anterior.

    ResponderExcluir
  12. Intruder A66/9/08 02:38

    Eu compro muita miudeza no Ebay ( menos de US$50,00 e pequenas dimensões ), mas quando compro algo mais caro e/ou maior eu já faço as contas imaginando que posso pagar os impostos, mas o índice de taxação meu é bem baixo.

    Tenho várias encomendas pequenas a caminho, e pelo menos uma um pouco maior de mais de US$100,00 ( esta está completando um mês ). Existe alguma chance de que esta minha encomenda mais cara esteja na mão da Receita ( sendo taxada ), mas estou sempre preparado para isso ( e quase sempre passa direto ).

    ResponderExcluir
  13. cara eu estou precisando de uma fonte para o meu roteador wireless d link.
    De 5v 2,5A
    esse esquema que você montou funciona ?
    abraço

    ResponderExcluir
  14. Anônimo6/7/10 12:44

    Legal as dicas
    Eu uso tambem duas fontes at em série para carregar a bateria do carro quando dá pau!
    No positivo tem que colocar uma resistência de chuveiro.

    ResponderExcluir
  15. Anônimo8/9/10 15:47

    Eu tenho o d-link DI - 524 e estou usando uma fonte de 5 V 2 A que eu já possuía em casa pois a que veio com ele era somente para 110V e aqui onde vivo é 220, as lojas de informática de Porto Alegre costumam vender para o mesmo roteador uma fonte de 5V 1.5 A e opera normalmente.....
    dentro do roteador podemos perceber que ele tem um regulador para 5 v e apesar de ser tecnicamente errado aplicar a mesma tensão, pois a maioria dos reguladores integrados requer ao menos 1.5 V acima do valor de saída pretendido, o meu esta operando de forma correta há mais de um ano. Se o regulador interno for equivalente ao 7805 ele aceita ate 15 V na entrada.......

    Parabéns pelo tópico, achei muito bom

    ResponderExcluir
  16. - legal esta... de aproveitar a fonte do pc.... faço isto sempre... "gambiarra" prefiro RTA(Recurso Técnico Alternativo). Mesmo sem aprovação dos meus amigos!

    ResponderExcluir
  17. eu tinha dois roteadores, um d link DI 524 e um intelbras, só que o intelbras queimou as placas num pico de energia, e estou sem a fonte do D link, o que me restou foi a fonte do intel que é 9 v e o roteador d link que precisa de uma fonte 7.5v, que eu não consigo achar aqui em nova friburgo. Eu não sei o q fazer, será que posso aproveitar essa fonte? o d link aceita?
    Obrigada desde já

    ResponderExcluir
  18. O regulador de tensão dele é o LD1117, pode colocar na fonte 12v sem medo que não vai estragar!

    ResponderExcluir

Siga as regras do blog ou seu comentário será ignorado.