-->

domingo, 11 de novembro de 2007

Por que o Nero?

Um leitor anônimo comentou no meu post sobre o Nero 7 não entender por que o Nero é tão popular se existem alternativas gratuitas. Ao responder o comentário notei que seria melhor fazer um post só sobre isso.

Eu gravei meu primeiro CD quando os gravadores (HP) ainda eram SCSI, custavam R$1000 e se você encontrasse um CD (não existia DVD) virgem por R$25 (TDK, geralmente) achava muito barato e comprava um monte para não perder a promoção. Nessa época o software era em quase 100% dos casos o Easy CD Creator. O Nero Burning Rom já existia, mas era muito fresco. Se gravar um CD já era difícil com o Easy CD Creator (até entrar a proteção de tela ou ejetar outro drive no mesmo PC fazia a gravação dar xabu), com o Nero era ainda pior. Eu suspeitava que era preciso ter um hardware top de linha para o Nero funcionar direito. E eu nunca tive dinheiro para isso.

Editado: Gravar CDs era tão complicado que pelas minhas contas da época, 25% dos CDs eram estragados por motivos diversos. Se você não é dessa época, imagine hoje perder um disco de R$25 em cada quatro gravações.

Por muito tempo o Easy CD Creator liderou o mercado, com muita gente sem saber para que alguém iria querer o Nero, já que não existia versão gratuita. Mas os anos passaram (11 anos, na verdade) e o Easy CD Creator mudou de propriedade, nome e programadores várias vezes. A coisa começou a degenerar já quando ele se chamava "Adaptec Easy CD Creator" e esculhambou de vez quando ganhou o pré nome "Roxio". Nesse meio tempo a Ahead mudou sua estratégia e o Nero passou a aparecer em versão OEM (Nero Express) em quase toda compra de gravador de CD ou DVD no Brasil.

Editado: A Wikipedia tem um resumo da complicada história do CD Creator.

O Nero Express, ao contrário do que pode parecer por ser uma versão "capada" do principal produto da Ahead (o Burning Rom), é um programa de gravação completo. A versão 5 tinha uns problemas ridículos de estabilidade e ainda não gravava DVDs, mas esses problemas e limitações acabaram na versão 6. O produto agora é estável e faz direito o que se propõe a fazer.

Então, enumerando os motivos que fazem o usuário Windows usar o Nero e não as opções gratuitas:

1)Para a maioria dos usuários, o Nero pode ser enxergado como um programa gratuito. A versão Express, que atende 99% das necessidades do usuário comum (atende quase todas as minhas e eu não sou um usuário comum), vem de graça com a maioria dos gravadores de DVD vendidos no Brasil. E tem os seguintes recursos, entre outros (Nero Express 6):
  • Grava CD e DVD;
  • Grava DVD-Video 100% dentro da especificação;
  • Grava CD audio a partir de arquivos MP3 e WMA;
  • Cria CDs e DVDs de boot (a partir do Nero Express 7 isso não é mais possível);
  • Faz CD Text a partir dos nomes/tags MP3 sem que o usuário nem note isso;
  • Grava a partir de uma grande quantidade de arquivos de imagem (ISO, BIN, etc);
  • Funciona de forma impecável mesmo com gravadores de DVD ligados em conversores USB-IDE (o meu é).
Uma limitação? O Nero só cria imagens no HDD em seu formato .NRG (ele lê .ISO, mas não cria). Mas isso dificilmente é um problema.

2)O Nero Express não tem flexibilidade, mas historicamente os discos gravados especificamente pelo Nero Express apresentaram uma taxa de compatibilidade maior com DivX players como o DVP642, sem qualquer necessidade de ajustes pelo usuário. Quando alguém diz que está tendo problemas com a gravação que fez e não está usando o Nero Express essa é a primeira coisa de que desconfio. Mesmo que a pessoa esteja usando o Burning Rom eu sugiro que use o Nero Express. A flexibilidade do Burning Rom às vezes só atrapalha;

3)O Nero Express é facílimo de usar e de ensinar a usar. Na maioria dos casos não é preciso muito mais que o famoso "Next - Next - Next - Finish".

4)Confiar em um programa de gravação é difícil. Eu já vi esquisitices suficientes em outros programas e até versões anteriores do Nero para só querer mudar para outro se este tiver algo realmente imprescindível.

5)As pessoas estão acostumadas ao Nero por causa de sua onipresença. O PC tem Windows e gravador de DVD? Altíssima probablidade de você encontrar o Nero nos menus e já saber como usá-lo.

6)Mesmo o Nero Express pode ter sua funcionalidade expandida pelo uso da Nero API. O DVD Shrink deve ser o programa de transcoding mais popular do mundo e usa a API do Nero para entregar um DVD-Video já pronto para o usuário. Eu não uso essa funcionalidade, mas entendo que simplifica a vida da maioria das pessoas.

7)Não trava. Não dá pau do nada. O meu gravador USB 2.0 por algum motivo foi reconhecido como USB 1.0 pelo Windows? Leva uma eternidade mas o DVD é gravado. O HDD está fragmentado ou tem outro problema que deixa esvaziar o buffer? O Nero 6 pára a gravação quantas vezes for necessário para esperar o buffer encher novamente, mas conclui e o disco fica indistinguível de um disco gravado de uma tacada só.

É por isso que o Nero é o programa de gravação mais popular do país.

Pode ser que isso mude por causa das ca**das que a Ahead está fazendo nas versões mais recentes, mas a Ahead também pode enxergar a luz de repente.

[12/11] Já faz algum tempo que a Ahead mudou de nome para Nero AG. "AG" é o equivalente alemão para nosso "S.A."

12 comentários:

  1. Um problema do Nero eh que nao grava cds de audio a partir de arquivos .flac. As vezes precisei de passar flac para cd e tive que um programa um pouco tosco mas que faz o trabalho: burnatonce.
    Talvez exista uma extensao para Nero, mas infelizmente nao conheco.

    Obrigado pelo post sobre o Nero.
    Augusto

    ResponderExcluir
  2. Augusto,

    Por causa de uma pesquisa que eu precisei fazer eu experimentei usar o BurnAtOnce há umas duas semanas. Testei em dois PCs diferentes (ainda está instalado aqui), com dois gravadores de DVD completamente diferentes (Pioneer e LG) ligados de formas diferentes (USB e direto na IDE) mas o BurnAtOnce não liberou as opções para gravar DVD. Somente CD.

    Se o BurnAtOnce tivesse algo realmente importante eu iria investigar o problema, mas depois de ter perdido uma hora inteira ou mais em testes a conclusão é óbvia: Para que quebrar a cabeça com isso ou queimar meu filme recomendando um programa desses se não existe esse problema com o Nero?

    ResponderExcluir
  3. Eu sinceramente gosto muito da versão 8. Claro que eu concordo contigo que as últimas versões estão monstruosas para baixar e instalar. Por isso,aconselhor a quem quiser usar a versão 7 ou 8, baixar do site http://updatepack.nl a versão micro, que vem somente com o express e o burning rom.

    ResponderExcluir
  4. No post anterior voce deu a enteder que o Nero 6 não tem em portugues, porém basta instalar o language pack que o Nero e o help dele fica em portugues.
    Basta baixar o pack desse link: http://www.nero.com/enu/support-nero6-helpfiles.html?language=ptb

    ResponderExcluir
  5. Ooops...

    Tentei baixar e deu "no such file or directory"

    ResponderExcluir
  6. De qualquer forma, eu descobri agora que um dos meus CDs do Nero 6 OEM está em PT-BR então isso deixou de ser um problema para meus clientes (eu prefiro em Inglês mesmo).

    Porém seria útil ter de onde baixar o Language Pack do Nero 6.

    ResponderExcluir
  7. Fica aqui uma dica, o
    AShampoo Burnning Studio, que me pareceu muito bacana, parecido com o nero express, não sei se tem as mesmas opções, mais eu passei a usar ele.

    http://www2.ashampoo.com/webcache/html/1/product_2_1110__.htm

    Mais, falta a tal da "neroapi.dll" :D

    ResponderExcluir
  8. AShampoo é muito bom, quando instalei o Vista e o Nero 6 não funcionava usei ele. Agora estou usando o Nero 7 na versão light, que só vêm o Express, Burning Rom e o Cover Designer, está leve (tenho 2 GB de memória).

    As versões OEM do 7 parece que vêm só com o basico também, o resto não faz falta pois, todo mundo usa outros programas que suprem o que o Nero oferece a mais.

    ResponderExcluir
  9. Kadu,

    Não entendi. Você está querendo dizer que o Ashampoo procura/usa neroapi.dll?

    ResponderExcluir
  10. Gostei da sua explicação, Ryan.
    Meu primeiro gravador foi um philips feito na bélgica.

    Interface scsi próprietária. Tudo isso pra gravar em até 2x...risos.
    Aliás, era um tempo estranho. Até os scanners eram scsi...

    Em 1994,1995 não havia a net comercial esbaldando de programas. Bons BBS e muita gente bacana. Cientistas de plantão.

    Não paguei tão caro pelas midias GOLD, depois Silver...Mitsui era o máximo. Aliás. Numa época em que o Dólar valia menos ou quase a mesma coisa que o Real, era a época da muamba vindo por tudo que é lugar.

    Usar o Nero hoje me lembra como a Microsoft fez pra conseguir o mercado de browsers: Deixe o programa bem próximo de todos. Todos usarão. Tem até nero pra linux. :)

    Um abraço.
    Anônimo.

    ResponderExcluir
  11. Jefferson, excelente seu post "Por que o Nero", Parabéns. Tenho pouca experiência em gravação de cd's de áudio, quando gravo o cd de áudio usando as mp3 do hd o Nero grava normalmente, porém quando vou reproduzir em um player qualquer ler mas o áudio saí com interrupções, todas as músicas tocam mas com falha no áudio. Se puder ajudar agradeço. Grande Abraço.

    ResponderExcluir

Siga as regras do blog ou seu comentário será ignorado.